Instituto de Direitos Humanos fomenta a prestação de contas em oficinas do Observatório de Direitos Humanos da América do Sul

O Instituto de Políticas Públicas em Direitos Humanos do MERCOSUL (IPPDH), juntamente com a Defensoría del Pueblo da província de Buenos Aires (Argentina), em seu caráter de Secretaria Técnica do Observatório de Direitos Humanos da América do Sul, organizou oficinas sobre prestação de contas de políticas públicas voltadas para crianças e adolescentes.


No passado 24 de outubro levaram-se a cabo duas oficinas na Escola de Ensino Médio N°8 da cidade de La Plata, que se somaram às já realizadas na cidade de Mercedes. Nesta ocasião, aconteceu uma segunda instância de oficina com a finalidade de trabalhar a temática de prestação de contas em matéria de políticas públicas para o coletivo de crianças e adolescentes. Este trabalho é desenvolvido em parceria com o Instituto de Políticas Públicas em Direitos Humanos do MERCOSUL (IPPDH), com o objetivo de achar, com as crianças, as formas mais eficazes para os Estados prestarem contas das políticas públicas destinadas à população jovem nos países da região.

Esta atividade é levada adiante no âmbito do convênio que mantém a Defensoría del Pueblo em seu caráter de Secretaria Técnica do Observatório de Direitos Humanos da América do Sul com o IPPDH. As experiências obtidas serão um subsídio para o relatório que irá se apresentar na Comissão Niñ@ Sur, durante a próxima Reunião de Altas Autoridades em Direitos Humanos do MERCOSUL (RAADDHH).

Fonte: IPPDH

Instituto de Direitos Humanos apresenta instrumentos para proteção da criança migrante

Constanza Argentieri, Secretária Executiva a.i do Instituto de Políticas Públicas de Direitos Humanos (IPPDH), participa de um encontro organizado pelo Alto Comissário das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) nos dias 8 e 9 de dezembro, em Genebra, Suíça. Sua participação acontece no âmbito da apresentação de instrumentos regionais em matéria de proteção da criança migrante.

No contexto da crise humanitária e de refúgio, o objetivo do evento é efetivar uma troca de perspectivas entre Estados, organizações intergovernamentais, sociedades civis e outros atores humanitários e acadêmicos relevantes sobre temas relativos à proteção das crianças migrantes e solicitantes de asilo, seus direitos, e as soluções para ajudá-los a reconstruir suas vidas.

 

Fonte: IPPDH

mercosurabc